Meta e suas apostas para o futuro do negócio através do WhatsApp e Messenger

Após a demissão em massa ocorrida no início de novembro, devido a um aumento nos gastos da Meta, tudo indica que os trabalhos focados no Metaverso provavelmente darão lugar a novos investimentos em produtos como WhatsApp e Messenger.

Em comunicado realizado no mesmo mês, Mark Zuckerberg falou sobre os planos de monetização da dupla de aplicativos que com suas mensagens comerciais sustentam toda a companhia.

Dos investimentos no Metaverso aos apps mensageiros

A questão do Metaverso vem sendo amplamente abordada desde outubro de 2021, quando houve a mudança do nome da companhia, de Facebook Inc. para Meta (veja mais aqui). “O nome reflete as ambições da empresa em se tornar uma companhia metaversa” afirmou Zuckerberg, na época.

Meta relacionada à Metaverso foi a terminologia escolhida para representar um mundo virtual e coletivo semelhante ao real, constituído pela realidade virtual, realidade aumentada e internet.

Fato é que, de lá para cá, os investimentos foram concentrados em hardware e software de realidade aumentada, fundamentais para a construção do Metaverso. Mudar a atenção ao WhatsApp e Messenger seria a estratégia encontrada para reverter o cenário de crise.

Novidades da Meta para as empresas

Mesmo com o foco no Metaverso, a companhia não deixou de trazer novidades para as empresas. Veja, por exemplo, a compra da empresa CRM Kustomer, o desenvolvimento do WhatsApp Premium e o lançamento do WhatsApp Cloud API, anunciadas neste ano de 2022. (Falamos sobre elas aqui).

Agora, parece ser apenas o momento oportuno para que a Meta intensifique ainda mais o trabalho realizado com mensageria para empresas. E isso já começou a ser feito!!

Empresas têm acesso às novas funções do WhatsApp

Dia 17 de novembro aconteceu, em São Paulo, o WhatsApp Business Summit, um megaevento para mais de 500 pessoas de grandes e pequenas empresas que utilizam os recursos fornecidos pelo mensageiro para aprimorar seus negócios.

Talvez você esteja se perguntando, mas por que envolver nessas novas estratégias o Brasil? Porque “o Brasil é o mercado que mais usa o aplicativo no mundo, sendo que 5 milhões de empresas fazem vendas por meio dele” afirma Guilherme Horn, diretor geral do WhatsApp no Brasil, em entrevista ao site startups.

Entre as novidades anunciadas para as empresas estão a busca por negócios diretamente dentro do aplicativo (vamos falar em breve sobre ela aqui!!) e a possibilidade de fazer pagamentos também pelo mensageiro (hoje a função funciona apenas para transferências entre pessoas).

Quer ficar por dentro de tudo o que vem por aí? Então acompanhe a gente, aqui no DigiBlog!!

2 comentários sobre “Meta e suas apostas para o futuro do negócio através do WhatsApp e Messenger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s