Google anuncia doação e auxílio em campanha às famílias vítimas de tragédia em Petrópolis

Uma notícia pode ser vista por pontos bem distintos entre si. Para alguns leitores o que se sobressai, a partir das informações, pode ser a tragédia enfrentada pela cidade de Petrópolis, já para outros, a quantia doada pelo Google e assim por diante.

Mas por que falar sobre isso, aqui no blog? Acredito que por dois motivos. Primeiro: ajudar outros produtores de conteúdo a refletir sobre o papel desses profissionais, não apenas de transmitir um fato, uma notícia, mas também, de participar e contribuir na formação do pensamento crítico do leitor. Segundo: mostrar, na prática, como a notícia pode ser vista.

Ponto de vista do leitor

Ao lermos uma notícia, como essa, sobre as ações realizadas pelo Google às vítimas da tragédia de Petrópolis, podemos nos sensibilizar com a situação e, se possível, ajudar de alguma forma.

De acordo com as informações vistas na internet, além da doação de US$250 mil (equivalente a R$ 1,2 milhão) às famílias atingidas, a entidade filantrópica do Google irá administrar uma campanha para que mais contribuições possam ser obtidas.

Os recursos, segundo a companhia, serão gerenciados pelo Center for Disaster Philanthropy., uma organização mundial sem fins lucrativos, responsável por tornar as contribuições relacionadas a desastres mais eficazes e estratégicas.

Ponto de vista do profissional de produção de conteúdo

Como produtores de conteúdo, podemos dizer que uma notícia como essa, pode ter muitos objetivos a serem alcançados pelo próprio Google, como ampliar a divulgação de suas ações filantrópicas, gerar valor entre os clientes, por exemplo.

Já, para quem utiliza tais informações na produção de seus próprios conteúdos um ponto muito importante é sempre considerado, o posicionamento alcançado nas buscas realizadas pelos usuários do Google.

Todo profissional espera que seu conteúdo, apresentado, através de sites e blogs, na internet, seja facilmente localizado e visto por seus leitores. Assim, questões, como títulos, palavras-chaves e imagens, por exemplo, são trabalhadas de forma estratégica. Ao publicarmos a matéria que você está lendo, aqui no blog, pensamos nesses detalhes também.

Mas, mesmo com tantas estratégias, próprias do ofício, algo fundamental deve estar presente, não apenas nos textos, mas em tudo o que fazemos, o coração, a sua essência e da empresa a qual você representa.

Ao produzir seus conteúdos, lembre-se de escrever não apenas aos robôs que realizam o posicionamento nas buscas do Google, mas principalmente para pessoas que irão dedicar boa parte de seu tempo, na leitura do que foi escrito.

A partir de qual ponto de vista você costuma ver as informações? Do leitor, do produtor de conteúdo, ou dos dois? Escreva pra gente, nos comentários!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s