Telegram bloqueia 64 grupos na Alemanha por antissemitismo e incitação ao ódio entre os usuários

Em matéria publicada, em dezembro de 2021, falamos a respeito das ações desenvolvidas pelo Ministério da Alemanha contra o Telegram, devido ao “discurso de ódio” presente em meio aos chats do mensageiro. Se esse seria o motivo para seu banimento, o app acaba de vir a público, apresentando uma solução e deixando claro, mais uma vez, seu posicionamento.

12ª atualização do Telegram

E nada melhor do que iniciarmos o ano, conferindo a mais nova atualização do Telegram, divulgada quase na virada, no penúltimo dia de dezembro. Por meio dela, foram introduzidas novidades, como reações, traduções de mensagens, QR codes com temas e os spoilers. Vamos ver cada uma delas?

Por que países como Alemanha, China, Irã e Brasil insistem em planejar ações contra o Telegram?

E mais uma vez o Telegram aparece como alvo de medidas que visam ditar o que deve ou não ser compartilhado através do app. Porém, o motivo da ação não está ligado às “fake news”, como aconteceu recentemente com o Supremo Tribunal Federal, no Brasil. Veja a matéria completa aqui. O que está em jogo, agora, na Alemanha, é o “discurso de ódio” em meio aos chats do mensageiro.

Nova atualização do Telegram

Nesta quarta-feira (03) o Telegram fez a divulgação de sua mais nova atualização, trazendo melhorias a diversos recursos, como aqueles que permitem os usuários encontrarem memórias em suas mídias compartilhadas. Além disso, existem novidades para administradores de grupos e canais e outras especiais para usuários de dispositivos iOS.

WhatsApp lança para testes o recurso Ver uma vez

O novo recurso estava sendo aguardado há algum tempo pelos usuários do WhatsApp e foi, inclusive, confirmado por Mark Zuckerberg (CEO do Facebook), em bate papo com Will Cathcart (CEO do WhatsApp) e o administrador do site especializado no app, WABetainfo. Você pode conferir a matéria sobre a conversa clicando aqui.