5G: Saiba como se preparar para a nova tecnologia

Em agosto, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) anunciou as ativações do 5G, em mais três capitais brasileiras: Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA), aumentando, assim, o número de cidades abrangidas pela nova tecnologia. Será que as empresas e consumidores estão preparados para recebê-la?

Caso seja seu primeiro contato com o tema, sugerimos a leitura da matéria “Projeto prevê a utilização de tecnologia 5G em postes de iluminação pública, em municípios do Brasil”, publicada, há um tempo atrás, aqui no blog.

Já ouviu falar e deseja saber um pouco mais? Então, confira, a seguir, o bate-papo realizado com o Lucas Papait, Analista de Qualidade da Ikatec.

Bate-papo com Lucas Papait

Digisac.blog: Para darmos início a nossa conversa, conta pra gente um pouquinho sobre o seu trabalho, em uma empresa de tecnologia, como a Ikatec.

Lucas Papait: Atualmente estou fazendo parte da equipe mobile onde auxilio o desenvolvimento do aplicativo digisac.
O time de qualidade está envolvido em todos os produtos dentro da empresa, acompanhando cada fase do desenvolvimento do projeto e garantindo os resultados esperados. Com os deveres de criar casos de testes, rastrear bugs e identificar possíveis problemas para o usuário.

Digisac.blog: Sobre a tecnologia 5G, como as pessoas podem se beneficiar, a partir de sua utilização, em celulares e tablets, por exemplo? E quanto às empresas?

Lucas Papait: A principal característica da tecnologia 5G é a grande velocidade de transmissão de dados. Além disso, proporciona maior estabilidade e economia de bateria dos aparelhos.

Em relação às empresas, o 5G traz mais segurança e melhorias no desempenho profissional e diversos serviços prestados remotamente. A partir desta nova e mais potente conectividade, estes profissionais estarão sempre online, podendo se comunicar com muito mais eficiência.

Digisac.blog: O que significa o termo “5G puro” e quais suas principais diferenças em relação ao 5G NSA e 5G DSS?

Lucas Papait: O 5G puro utiliza apenas a infraestrutura da própria rede 5G, tem uma velocidade superior às tecnologias anteriores e uma menor latência. ​

O 5G que a maioria das pessoas irá acessar, inicialmente, é o 5G NSA, que utilizará a infraestrutura das redes 4G, já utilizadas atualmente. Com isso, os usuários irão receber uma internet de alta velocidade.

Já o 5G DSS utiliza a infraestrutura de uma tecnologia existente, como 3G e 4G, presente nas gerações anteriores e compartilha alguns recursos de uma tecnologia ainda não implementada, como o 5G. Assim, pode ser considerado um meio-termo entre 4G e 5G.

Digisac.blog: Você acredita que as empresas estão preparadas para oferecer aos clientes produtos e serviços compatíveis com essa nova tecnologia?

Lucas Papait: Acredito que produtos e serviços, já oferecidos atualmente, passarão por melhorias, para se adaptarem à nova tecnologia. Além disso, sem as limitações presentes, nas tecnologias anteriores, será possível criar novos produtos e soluções.

E você, o que deseja saber sobre o 5G? Escreva aqui pra gente!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s