Headset de realidade aumentada da Apple sem a tecnologia metaverso, combina?

A realidade digital proposta pelo metaverso que visa possibilitar a interação dos usuários em um universo virtual tem estimulado o desenvolvimento de tecnologias, como os headsets de Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR).

De olho nessas tecnologias, tendências de mercado, grandes companhias, como Meta e Apple apostam em seus próprios produtos. Com o Facebook saindo na frente, através das novas ideias para a criação de conteúdos imersivos, agora é a vez da Apple finalmente apresentar o que há anos vem planejando, seu headset de realidade aumentada (AR).

Headset de realidade aumentada (AR) da Apple

Previsto para fazer a grande estreia neste ano de 2022, o headset da marca parece não estar disposto a seguir a mesma tecnologia presente no universo metaverso. Para a surpresa de muitos, sua tecnologia proporcionaria experiências mais curtas, ou seja, menos imersivas.

De acordo com Mark Gurman, responsável pelo boletim informativo “Power On” da Bloomberg, novos relatórios sobre a novidade indicam que o mundo completamente virtual, proposto pelo metaverso “está fora dos limites da Apple”. Seu headset não seria um “dispositivo para o dia todo” afirma Gurman, sendo utilizado apenas em curtos períodos de tempo.

As especulações relacionadas ao novo aparelho já estão circulando há algum tempo e as informações trazidas por Gurman vieram esclarecer e reforçar as intenções da marca.

Ainda sem uma data certa para o lançamento, os headsets da Apple estimulam a curiosidade em relação às suas características. Suposições indicam que o dispositivo contaria com uma viseira curva de preenchimento no estilo AirPods Max, além de bandas com design semelhante às pulseiras esportivas do Apple Watch.

Além disso, utilizaria um sistema de processamento de nível M1 integrado para aplicativos e sensores com sistema LIDAR, responsável pelo rastreamento das mãos do usuário sem um controlador.

Mas, e em relação aos preços? Ao que parece, pois também são especulações, os preços para o dispositivo poderiam variar entre US$1.000 e US$3.000.

E aí? Será que por não prometerem as experiências próprias do universo metaverso, os headsets da Apple irão realmente agradar seus usuários? Escreva aqui nos comentários!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s