Signal ou Telegram: Qual app usar agora?

Após a nova atualização na política de privacidade do WhatsApp, muitos usuários têm optado em migrar para outros aplicativos mensageiros que desempenham a mesma função do que o app verdinho. E os aplicativos mais escolhidos para esta migração têm sido o Telegram e o Signal, visto que ambos os apps aumentam de número de usuários dia após dia, e cada vez mais rápido!

Já falamos de ambos os apps aqui no nosso blog antes, e hoje trouxemos uma comparação mais direta e clara, para que você possa escolher de forma mais certeira qual será seu novo app mensageiro preferido! Então vamos lá…

Privacidade e segurança

Esses são os principais pontos de ambos os aplicativos, e o motivo pelo qual muitos usuários estão migrando para eles. É válido mencionar que ambos possuem mensagens e vídeo chamadas criptografadas de ponta a ponta, contudo o Telegram e o Signal apresentam perspectivas bem diferentes com relação a criptografia em si.

Para que entendam melhor, vamos te explicar o que é essa tal de criptografia primeiro, ok? Criptografia, de uma forma simples, é como os desenvolvedores evitam que pessoas não autorizadas ou hackers acessem os dados das mensagens e os arquivos. Com a criptografia apenas o destinatário final consegue ter acesso a todo conteúdo enviado. O que é seguro e nos possibilita uma privacidade muito maior!

O Telegram utiliza de um método de criptografia criado por ele próprio chamado de MTProto, e por não usar um método convencional e popular, teve que enfrentar diversas críticas e reações negativas quanto sua segurança. E então a fim de combater qualquer mimimi e mostrar que seu app é realmente seguro e confiável, o Telegram oferece 300,000 dólares para qualquer um que conseguir decifrar ou hackear uma conversa. E acreditem…. Ninguém conseguiu até agora!

Já o app Signal também usa uma criptografia customizada, mas que já existe há mais tempo e já era um projeto conhecido antes de sua aquisição. O Open Whisper System é um método de criptografia aberto que impõe criptografia de ponta a ponta também, assim como ocorre no Telegram.

Fazendo uma comparação mais técnica e levando em consideração diversos fatores, principalmente o fato do sistema de criptografia do Signal ser mais conhecido, acredita-se que a tecnologia de segurança usado por ele é superior do que a do Telegram.

Mas o Telegram te possibilita, além da criptografia, mais duas ferramentas que priorizam a segurança e a privacidade, que o Signal não apresenta, são elas: os chats secretos e as mensagens autodestrutivas. Escolha você mesmo um time para que as mensagens, arquivos e mídias desapareçam e impeça, através dos chats secretos, que encaminhem suas mensagens ou tirem prints delas.

Grupos

A respeito dos grupos, achamos interessante a diferença no número de participantes entre um app e outro. O telegrama permite até 200.000 membros em um único grupo, enquanto o Signal permite até 1.000 pessoas. E aii, qual é o mais ideal para você? Qual o tamanho da sua família afinal?

Confira também – Como criar um grupo no telegram

Última visualização e status

Ambos os apps são muito intuitivos e práticos, e se você já utilizou do WhatsApp ou de um deles, com certeza não vai ter dificuldade alguma com a transição. Mas há uma diferença básica, entre o Signal e o Telegram, que pode não ser muito agradável para você, ansioso de plantão!

Acontece que, aparentemente, o app Signal não mostra qual foi a última visualização do usuário e nem se ele está online, o que não ocorre com o Telegram, pois ele possui ambas as configurações.

Acesso ao número de telefone

O Telegram permite que conversemos com outras pessoas sem que o nosso número fique visível para elas, vocês sabiam? Além de oferecer um link compartilhável para que iniciemos conversas pelo app de uma forma bem mais simples. Já o Signal não possui essa possibilidade.

Confirmação de leitura e digitação

Por outro lado, o Signal apresenta uma possibilidade que o Telegram não apresenta, que é a possibilidade de ativar ou desativar a confirmação de leitura, ou seja, possibilitar ou não que as pessoas saibam que você visualizou a mensagem. E habilitar ou desabilitar o indicador de digitação, desabilitando tal opção, por exemplo, os outros usuários não conseguirão visualizar quando você estará digitando uma mensagem para ser enviada.

Canais

Os canais são uma alternativa aos grupos no Telegram, já que eles não possuem limite de pessoas.

Eles são usados principalmente para transmitir publicamente mensagens e conteúdo para muitos usuários ao mesmo tempo. Neles você ainda tem a possibilidade de permitir que somente os administradores enviem mensagens e conteúdo, quanto permitir que os integrantes do canal também enviem mensagens. Além das enquetes que você consegue promover, não só nos canais, como nos grupos também!

No app Signal, você não tem a opção de criar um canal e promover seu conteúdo e nem de realizar enquetes.

Editar mensagens

Essa ferramenta foi incrementada não tem muito tempo pelo Telegram, mas já é uma das nossas queridinhas, COM CERTEZA. Com ela agora você pode editar, de uma forma muito simples, mensagens que já foram enviadas. O app Signal não possui ainda essa opção.

Bom, essas são algumas das ferramentas e funcionalidades que percebemos encontrar em um e não encontrar em outro, e que podem nos ajudar a tomar a grande decisão sobre qual seria o melhor app para começarmos a utilizar para um bate-papo confiável e eficaz. E aí, você já escolheu qual o vai ser o seu?

Aqui nós já temos um queridinho, será que você já conseguiu identificar? 🙊😉

Um comentário em “Signal ou Telegram: Qual app usar agora?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: