Pavel Durov, CEO do aplicativo Telegram, abriu uma queixa formal antitruste contra a Apple!

No dia 28 deste mês, o CEO do aplicativo Telegram já havia publicado, através do telegra.ph, uma série de duras críticas contra a Apple. Nessas críticas Durov sitava principalmente a comissão de 30% que os desenvolvedores devem pagar para empresa a cada vez que o aplicativo é baixado, a demora na aprovação das atualizações, a censura que a Apple realiza nos aplicativos do App Store (para manter o controle deste) e o monopólio de seus usuários, pois estes não conseguem realizar download de apps que não estejam no App Store da própria Apple. Todas essa práticas são consideradas, de acordo com Durov, anticompetitivas.

De acordo com dono do aplicativo ainda, a Apple além de monopolizar seus usuários, acaba fazendo necessário que os desenvolvedores encareçam seus apps, colocando ainda mais propagandas, para que não ocorra de quebrarem, o que é comum acontecer devido a alta taxa cobrada pela Apple para colocar um aplicativo na plataforma App Store.

Devido a todas as críticas que mencionamos acima, o CEO do Telegram decidiu ir mais além, e protocolou, nesta quinta-feira (30), uma queixa formal à Comissão Europeia contra as supostas práticas anticompetitivas da Apple.

E o Telegram não foi o único a protocolar uma queixa contra a Apple não, o Spotify e Kobo também reclamaram formalmente da taxa de 30% cobrada sobre os aplicativos, proporção que por elas é considerada anticompetitiva.

Continue acompanhando aqui no blog o desfecho desta e de outras histórias no setor de tecnologia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: